Sprint Enduro Moto Espinha: Diogo Ventura conquista título

Prova de encerramento decidiu títulos e troféus da temporada.

627

A poucos dias do final de 2020 coube à Vila de Tábua acolher no passado Domingo a derradeira prova do campeonato nacional Sprint Enduro Moto Espinha, sendo igualmente o último evento desportivo da época. Diogo Ventura venceu oito das dez especiais realizadas e fechou o ano com o pleno sagrando-se campeão nacional Sprint Enduro depois do título conseguido também no Enduro.

Em dia de chuva foram cerca de 100 os pilotos que alinharam á partida deste 1º Sprint Enduro MK Makinas – Friopastel, alguns já com as novas máquinas com que vão estar nos trilhos do enduro e TT em 2021, outros a despedirem-se de uma época marcada como em todas as áreas pela pandemia. Sem público por força das restrições sanitárias, a jornada consagrou no seu final os campeões 2020 e os vencedores dos troféus igualmente em discussão.

Num percurso com cerca de duas dezenas de quilómetros e duas especiais (CT e ET), esta decisiva ronda do campeonato viu Diogo Ventura ‘tomar de assalto’ a liderança desde o primeiro momento e no final do dia o campeão nacional de enduro apenas não venceu duas especiais, a sétima e a nona, sendo Luis Oliveira o único que conseguiu bater Ventura ao longo do dia.

No final terminaram separados por 55 segundos e com esta segunda posição Oliveira conseguiu mesmo subir duas posições na classificação final do campeonato, sendo vice-campeão Sprint Enduro 2020. Gonçalo Reis terminou em terceiro e fechou o ano em idêntica posição do campeonato, na frente de Tomás Clemente, o segundo no campeonato no arranque da corrida mas a quem alguns erros ao longo do dia o fizeram perder o segundo posto do campeonato. Gonçalo Sobrosa foi o quinto classificado.

Nas Senhoras Joana Gonçalves assegurou o título, sendo igualmente a única concorrente feminina em prova, nos Verdes foi Rui Fernandes o vencedor na frente de Gil Carmo e Filipe Taniko. Manuel Moura subiu ao degrau mais alto do pódio nos Veteranos face a Paulo Miranda e Pedro Rodrigues, Fernando Sousa foi o primeiro em Super Veteranos ao bater Alberto Oliveira e Juan Caballero. Na Promoção vitória para Carlos Pires, com Jorge Correia a ser segundo e Jorge Barbosa o terceiro classificado.

A disciplina fechou assim o seu primeiro ano de campeonato, regressando já no próximo mês para o arranque de uma nova época que se prevê novamente competitiva e discutida cujo campeonato será em breve anunciado.