MX Ribatejo deu arranque a época no MX

A época oficial de motocross começou com o primeiro duelo do Troféu Ribatejo 2020.

940

Está oficialmente aberta a temporada de 2020, com as honras a ‘serem entregues’ à TMS8and9 MX Track, em estreia neste Campeonato Regional Centro/Sul Mx Ribatejo. Pelos 1740 metros de pista passaram quase 150 pilotos, num dia em que o sol não brilhou mas também não impediu que o complexo estivesse repleto de público e com um ‘paddock’ bem cheio.

A 1ª classe a ver a grelha cair foi a das 65cc, sempre com Rodrigo Barros a sair melhor, sem nunca deixar a 1ª posição em ambas as mangas, mesmo com Vasco Salgado a uma distância curta. Guilherme Rocha esteve mais forte na 2ª manga e fechou no 3º posto final.

Nelson Agostinho preparou a vitória desde a 1ª curva. Ainda teve a pressão de Paulo Duarte nos momentos iniciais, mas conseguiu fugir e estabelecer uma margem confortável nas 50cc livres. No entanto, entre estes dois, ficou Rodrigo Simões nas contas finais, sendo mais regular em ambas as mangas. As 50cc clássicas, em simultâneo com as livres, tiveram muita discussão logo no início, com Domingos Silva colado ao líder por uma série de voltas, até queimar uma travagem e passar Fábio Paias, com este a ‘encolher-se’ o mais que pôde na curva da Airoh. Já na 2ª manga era o nº 124 quem levava a melhor e saía de Vargos como vencedor. António Silva fez sempre o 3º posto e fechou o pódio.

Na classe de 85cc Martim Palma arrancou na frente, mas foi Sandro Lobo a ganhar a manga. Martim Espinho subia posições até 2º e Rúben Ribeiro segurava o 3º lugar, mas uma penalização fazia com que Tomás Santos ficasse na frente destes dois e terminasse em 2º na geral. Na 2ª manga, Sandro cometeu um erro enquanto liderava, caiu e desceu para 3º, sendo passado por Espinho e Ribeiro. Ainda assim não perdia a vitória nas contas finais, com o seu colega de equipa, Martim Palma, também no pódio, no 3º posto. Alba Lopez, a correr este ano numa 125cc, foi a vencedora das senhoras, mas chegou a ter Maria Milheiro à sua frente por momentos, na 1ª manga, até ser vitima de um furo numa das rodas da sua moto. Ândria Sousa foi quem ficou em 3º lugar com alguma dificuldade em progredir nesta pista.

O Campeão Nacional de Iniciados subiu de classe e surpreendeu todos os presentes ao mostrar um grande andamento na sua 125cc. Para além de ser o mais rápido nos treinos, Fábio Costa arrancou sempre na frente e venceu ambas as mangas de MX2, assim como a classe125 júnior. Atrás dele vimos uma luta intensa pelo 2º lugar entre David Silva e Luis Carreira, com David Fernandes também pelo meio, mas sem conseguir entrar no pódio final.

A classe de maior cilindrada tinha Ricardo Ayres, da classe PRO, a ‘limpar’ ambos os ‘holeshot’. Luis Outeiro rapidamente subiu à liderança para vencer, apesar de ter muita réplica de André Sérgio apenas na 1ª manga, já que o nº72 teve um mau arranque na última prova do dia e teve que fazer uma corrida de trás para a frente, até chegar ao 4º posto final. Ayres viu-se a braços com Abel Carreiro na 2ª manga, sempre em troca de lugares, até Ricardo ficar definitivamente na frente do açoreano. Na classe MX1 era o defensor do título que vencia pela regularidade (P1/P2), apesar da vitória de José Montero na 2ª manga que lhe deu um 3º lugar final. Pedro Grosso fica assim na frente de Edgar Almeida, que também liderou algumas das voltas em ambas as mangas.

A próxima prova do MX Ribatejo será no Sardoal, ainda no distrito de Santarém, a 15 de Março.