MX/SX 2019: Jogos Santa Casa juntam-se aos Nacionais

586

Com o novo ano a chegar são muitas as novidades que chegam também aos diversos campeonatos nacionais sob a égide da Federação de Motociclismo de Portugal, sendo a mais destacada de todas aquela que vai trazer para ambas as disciplinas o nome dos Jogos Santa Casa, que serão os principais patrocinadores de ambos os campeonatos, Motocross e Supercross, a par dos apoios já conhecidos ao nível das selecções nacionais. Mas para além do novo nome, o campeonato tem mais novidades que pretendem não apenas tornar a participação no mesmo mais aliciante para os pilotos e equipas mas também levar ao público mais oportunidades de ver os pilotos em pista. Assim, vamos poder ver algumas alterações nas oito provas do campeonato em 2019, sendo que a novidade será realização de uma prova em Lustosa/Lousada.

2 mangas MX1 + 2 mangas MX2 + 1 Final Elite
MX1/MX2: 40 pilotos com prémios para os 5 primeiros da geral de cada classe
Elite: 30 pilotos com prémios para todos
MX1/MX2: Mangas de 20 minutos
Elite: Mangas de 25 minutos
Não há manga de repescagem
Mais duas mangas no programa
Classe de Juvenis no programa com preferência para Iniciados
Manutenção das classes Júnior e 125 2T contando agora com duas classificações.

No Supercross, também ele com o nome dos Jogos Santa Casa, teremos um calendário com 5 provas (Vila Boa de Quires será a novidade do calendário) e também algumas novidades no seu formato:
Duas meias finais, uma reservada à classe SX1 e outra à classe SX2 onde serão apurados 9 pilotos cada para as finais SX Elite.
Mais sessões de treinos para as Classes Juvenis
Juntamente com as novidades exclusivas de cada um dos campeonatos, ambos os campeonatos passam a contar com uma plataforma de inscrição online que visa facilitar esse processo a pilotos e equipas.

Juntamente com os campeonatos nacionais os regionais de motocross voltam a marcar novamente a época desportiva: MX Ribatejo, Sintra MX, Regional Pentacontrol, Regional Norte, Açores, Madeira e Crazy Motorbikes terão seguramente forte adesão sendo que nos Açores o campeonato interno terá um novo formato com três eventos em ilhas distintas. No final da época o MX das Regiões irá colocar frente a frente os melhores pilotos de cada um dos referidos campeonatos e também esta competição única terá um novo formato. O MX Ribatejo irá igualmente acolher um Troféu Honda aberto ás MX1/MX2 e Iniciados/80cc.

O ano de 2019 promete desta forma ser bastante animado no que ao Motocross e Supercross diz respeito, com muitas provas nos mais diversos escalões a levarem muita acção de norte a sul, sem esquecer as duas provas internacionais que se realizam no nosso país, o mundial Motocross em Águeda no mês de Maio e o Europeu 65/85cc que mais uma vez estará em Fernão Joanes e igualmente em Maio.