Ruben Fernandez venceu na Moçarria

O campeonato nacional de motocross despediu-se do Ribatejo com a realização da quinta etapa do ano

422

Com a presença do mundialista Ruben Fernandez e sem Paulo Alberto o campeonato nacional de motocross regressou ás pistas este Domingo para cumprir a sua quinta ronda da temporada. O traçado ribatejano da Moçarria recebeu novamente mais de uma centena de pilotos, divididos pelas quatro classes que atribuem coroas de campeão e ainda o animado Troféu PW50 que visa descobrir e ajudar aos primeiros passos os campeões do futuro.

O palco desta quinta ronda do campeonato foi a sempre espectacular e única pista da Carneira na Moçarria, mais uma vez com forte adesão popular a marcar uma jornada sempre especial no calendário do campeonato. Com os 1500 metros de perímetro a pista assistiu a uma mais que esperada vitória de Ruben Fernandez, dominador em ambas as mangas aos comandos da sua Honda oficial e deixando que apenas André Sérgio fosse o único a terminar ambas as corridas com o mesmo número de voltas, ele que foi sempre o segundo classificado e acabou mesmo por ser também um dos protagonistas do dia aos comandos de uma das poucas máquinas com motor a dois-tempos no pelotão.

Joel Antón começou por assegurar um terceiro lugar na primeira corrida, mas ao não pontuar na segunda ajudou a abrir caminho ao terceiro lugar de Francisco Salgado, na frente de Gonçalo Reis, o melhor dos veteranos na frente de frente de José Feijo.

Com estes resultados a nota de destaque foi para a ascensão ao terceiro posto do campeonato de André Sérgio numa classificação onde Paulo Alberto continua a ser líder face a Joel Antón, que recuperou 20 pontos para o piloto de Leiria mas continua a ter uns ainda notados 18 pontos de atraso.

MX2

Na sempre competitiva classe MX2 foi Fábio Costa quem subiu ao degrau mais alto do pódio ao vencer a primeira manga e terminar em segundo a corrida de encerramento do programa. Eric Tomás foi o seu principal opositor mas a terceira posição na primeira corrida acabou por fazer a diferença na classificação, diferença essa que a vitória na segunda manga não conseguiu anular pois Costa foi segundo. Henrique Benevides fechou o pódio em solo ribatejano, na frente de Afonso Gomes e Martim Espinho. Na contabilidade do campeonato Eric Tomás é o líder com 19 pontos de margem sobre Fábio Costa, aquele que parece ser o seu principal opositor na entrada para a fase decisiva da época pois o terceiro na tabela, Martim Espinho, está já a 75 pontos de Tomás.

No mesmo pelotão Tomás Santos e Gonçalo Cardoso dividiram as vitórias nas 125 Júnior, mas foi o piloto de Tomar que subiu ao degrau mais alto do pódio por força da vitória na segunda corrida. Martim Maria foi o terceiro na frente de Guilherme Daniel e Dinis Sousa. Tomás Santos é o comandante do campeonato com 23 pontos de vantagem sobre Sandro Lobo que perdeu aqui essa mesma posição de líder.

MX65 e MX50

Nas 65cc o vencedor na Moçarria foi Duarte Pinto depois de vencer a primeira corrida e terminar a segunda no degrau intermédio de pódio. Leonardo Gaio começou o dia com o terceiro posto e ao vencer a segunda corrida na frente de Pinto fechou a prova em segundo na frente de Guilherme Gomes, segundo na primeira corrida e terceiro na segunda. Francisco Fernandes foi o quarto e Daniel Rama fechou o lote dos cinco mais pontuados na Moçarria. Nas contas do campeonato Leonardo Gaio comanda a geral com nove pontos de vantagem sobre Guilherme Gomes e 10 para Duarte Pinto.

Nas MX50 Edgar Póvoa foi o vencedor em ambas as corridas e venceu com autoridade face a Edgar Salustiano e Tomás Gomes. Rodrigo Garcia venceu nas eléctricas e Miguel Santos dividiu com Tomás Dias a vitórias nas PW50, um pelotão que desta feita contou com oito pequenas máquinas em pista. Na classificação geral das 50 Edgar Póvoa tem 49 pontos de avanço sobre Tomás Gomes e nas PW50 é Miguel Santos o primeiro classificado da geral.

A próxima prova do campeonato nacional de motocross leva pilotos e equipas até Fernão Joanes no final deste mês de Maio (29) e sendo a penúltima ronda do ano poderá ser definitiva para a atribuição das primeiras côroas e títulos do ano.

RESULTADOS COMPLETOS

Artigo anteriorDupla lusa no arranque do mundial S1GP
Próximo artigoDelegados à Assembleia Geral eleitos a 25 de Junho