Nacional de Supercross abriu em Fernão Joanes

245

O Campeonato Nacional de Supercross 2024 teve a sua primeira jornada no sábado, no Crossódromo das Lajes em Fernão Joanes.

A Associação Cultural e Recreativa de Fernão Joanes voltou a fazer justiça à sua reputação de bem organizar e bem receber, colocando de pé um grande espetáculo para acolher a primeira ronda do Campeonato Nacional de Supercross 2024, na pista de SX do Crossódromo Internacional das Lajes.
E foi com um grande ambiente em torno da pista, que envolveu espetáculos musicais e, até mesmo, fogos de artifício, que se desenrolaram as animadas corridas das classes SX50, SX65, SX85, SX2 e SX1, contando com a visita (e alguns triunfos) de pilotos estrangeiros, mas com a vitória na final Elite a caber ao recém-coroado Campeão Nacional de Motocross, Luís Outeiro (Yamaha).

Na classe dos mais jovens, as SX50, duplo triunfo para Lucas Araújo, com Edgar Salustiano e Diego Loureiro a alternarem nos dois restantes lugares do pódio, totalmente composto por motos KTM.

Lucas Araújo

Nas SX65 assistimos à vitória do britânico John Slade (GasGas) nas duas mangas, com o campeão de MX65, Francisco Fernandes (Yamaha), a dar boa réplica, em especial na 1ª corrida, e Thiago Rodriguez (KTM) a assegurar sempre o 3º posto.

John Slade

Também nas SX85 assistimos a uma dupla vitória de um piloto vindo de além-fronteiras, o espanhol Bruno Rodriguez (KTM), mas com o recém-sagrado Campeão de MX85, Duarte Pinto (GasGas) a fazer jus à sua boa ponta final no campeonato de Motocross, dando grande réplica ao piloto espanhol para terminar ambas as vezes em 2º lugar, na primeira corrida a 3,9s e na segunda a somente 1,8s do vencedor. Rafael Leonardo (GadGas) foi terceiro nas duas ocasiões.

Bruno Rodriguez

Entre as classes seniores, novo triunfo espanhol, agora na final de SX2: Gerard Congost (GasGas) foi o primeiro na bandeira de xadrez, batendo Sandro Lobo (Yamaha) por 6,6s, com Alex Almeida (Husqvarna) um pouco mais distante em 3º lugar.

Gerard Congost

Já na final de SX1, destaque para o regresso às pistas de Hugo Basaúla (Yamaha), ex-Campeão de SX que se assumiu desde o início como um dos favoritos. Mas, após ter sido Afonso Gomes (Yamaha) a colocar-se em segundo, Luís Outeiro (Yamaha) passou o campeão em título de SX2 e levou a luta a Basaúla, um grande duelo que terminou com Outeiro em 2º lugar, mas somente a 0,2s de ‘Basa’ no final da corrida.
A resposta de Outeiro viria na final Elite. A dar mostras de um grande forma no SX, Luís Outeiro apenas permitiu a Basaúla a liderança nas primeiras quatro voltas, passando depois para o comando que iria segurar até ao final, para vencer 10s na frente do antigo Campeão Nacional. No 3º posto, Gerard Gongost era o melhor entre as SX2, com Afonso Gomes e Pedro Rino a fecharem o top 5.

Foi um grande arranque para o Nacional de SX 2024, que irá prosseguir em Lustosa no sábado 20 de julho.

Fotos: Luís Duarte

Luís Outeiro e Hugo Basaúla
Artigo anteriorEnduro fechou época em Souselas
Próximo artigoAção em Aveiras de Baixo!