Dakar ‘trama’ portugueses

Joaquim Rodrigues e António Maio abandonaram o Dakar 2023

373

Não foram de todo fáceis os últimos dois dias de Dakar 2023 para as cores portuguesas. Ontem Joaquim Rodrigues foi forçado a abandonar devido a uma queda que lhe causou a fractura de uma perna e esta manhã foi António Maio quem abandonou depois da corrente de transmissão da sua moto se ter partido.

‘Hoje tivemos um dia de azar. O Dakar acabou para nós. Arranquei para a especial e fiz 50 metros quando tive de parar porque corrente da moto partiu. A corrente bateu no cárter e com a força do embate acabou por o partir. As corridas são assim. Agradeço a todos os patrocinadores que me acompanharam nesta aventura e à minha família e amigos por todo o apoio que me deram.’

Com estas duas baixas de vulto e depois de Rui Gonçalves ter sentido igualmente dificuldades no dia de ontem após ter visto o motor da sua moto ceder, hoje reagiu da melhor forma para fechar os 645 quilómetros do dia na 10ª posição, passando a ocupar o 19º lugar da classificação geral da prova.

Sebastian Buhler também passou por problemas no dia de ontem – e por uma queda aparatosa – e depois de perder muito tempo para a concorrência ocupa agora a 28ª posição da geral, sendo Mário Patrão o 36º da geral e terceiro entre os pilotos do Original by Motul, a categoria onde não contam com nenhuma assistência que não aquela que conseguem realizar nas suas motos ao final de cada dia.

Artigo anteriorLusos registem a um Dakar marcado pela dureza
Próximo artigoCNV com calendário fechado