Lusos sobem na geral do Dakar

O Dakar aproxima-se do seu final e os portugueses estão todos em prova rumo ao palanque de chegada.

224

Cada vez mais perto de atingir o seu final a 44ª edição do Dakar continua fértil em momentos de excelente competição e em dia de nona etapa tal voltou a ser uma realidade com a ascensão de Matthias Walkner á primeira posição da classificação geral por troca com Sam Sunderland.

O contingente luso continua intocável e todos voltaram a ultrapassar uma etapa exigente do ponto de vista técnico e fisico, etapa realizada em ‘boucle’ ao redor de Wadi Ad-Dawasir e onde surgiram os pisos de pedra e os desfiladeiros para tornar ainda mais exigente a navegação.

Á semelhança do que tem acontecido quase desde o arranque da prova Joaquim Rodrigues voltou a ser o melhor dos pilotos portugueses ao fechar o dia na 11ª posição para ser agora o 15º na geral, ainda a menos de uma hora do líder e com o ‘top-ten’ a menos de meia hora. António Maio e Rui Gonçalves continuam a subir e são agora respectivamente 24º e 25º classificados e separados por apenas 17 minutos.

Mário Patrão – que hoje conseguiu a sua melhor prestação entre os Original by Motul ao ser terceiro classificado – ocupa agora a 47ª posição, Alexandre Azinhais subiu ao 67º posto, Arcélio Couto é o 80º da classificação geral e Bianchi Prata o 98º. Paulo Oliveira fechou o nono dia de prova na 102ª posição.

A décima etapa do Dakar 2022 será realizada entre Wadi Ad-Dawasir e Bisha com um total de 757 quilómetros (374 dos quais cronometrados), tendo como característica mais marcante a rapidez da mesma, mas também a paisagem de cortar a respiração.

Rui Gonçalves

‘A etapa de hoje era uma etapa curta, rápida e com bastantes ‘plateaus’. Apanhámos também algumas dunas, pedras e outras zonas bastante técnicas. Senti-me bem durante todo o dia e também com o ritmo que adoptei. Andei praticamente sozinho durante a especial, tendo conseguido fechar o dia no 16º posto da classificação geral. Foi igualmente um dia onde não fizemos quaisquer erros em termos de navegação o que é bastante positivo.’

António Maio

‘Terminámos mais uma etapa do Dakar. Foi uma especial rápida e mais curta relativamente às anteriores. O percurso era muito variado pois tinha zonas muito rápidas e outras de areia que alternavam com pedra e acabavam por ser mais lentas. Correu tudo bem hoje. Não tive problemas com a navegação e a moto está impecável. Estamos preparados para atacar esta recta final do Dakar que se prevê bastante difícil. Queremos entrar no Top 20 e amanhã temos uma etapa mais comprida onde vou lutar por um bom lugar na geral. Mas o mais importante é chegar ao final por isso vou continuar com esta toada.’

 

Classificação após Etapa 9

15º Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) a  – 58m57s

24º António Maio (Yamaha) a 2h12m06s

25º Rui Gonçalves (Sherco) a 2h29m31s

47º Mário Patrão (KTM) a 7h29m38s

67º Alexandre Azinhais (KTM) a 11h09m47s

80º Arcélio Couto (Honda) a 12h52m20s

98º Bianchi Prata (Honda) a 17h36m07s

102º Paulo Oliveira (Honda) a 18h15m20s

Artigo anteriorDia longo superado na Arábia Saudita
Próximo artigoDakar em dia de Paulo Gonçalves