JuniorGP passou pelo Circuito do Estoril

94
Moto2

A segunda ronda do Campeonato FIM JuniorGP disputou-se no Circuito do Estoril este fim de semana.

O Campeonato do Mundo FIM JuniorGP, Campeonato da Europa de Moto2, Campeonato da Europa de Stock e European Talent Cup, num total de seis corridas (duas corridas para as ETC e Moto2, uma em JuniorGP e Stock) levaram ao Circuito do Estoril estas classes por onde passa boa parte do futuro da Velocidade internacional.
Com a chuva a surgir com mais intensidade no sábado durante os treinos e qualificações, e também em alguns períodos durante o domingo de corridas, viveram-se bons momentos de competição, numa alargada lista de inscritos que contou com a presença de quatro pilotos portugueses.

Para além dos três lusos que já constavam no ‘plantel’ inicial – Afonso Almeida e Martim Marco na ETC, Gonçalo Ribeiro em Stock -, foi recrutado à última hora mais um português, nada menos que o Campeão Nacional e Espanhol de SBK em título, Ivo Lopes, que foi chamado à formação da EasyRace Team de Moto2 em substituição de Brett Roberts, lesionado já nos treinos privados do Estoril em vésperas da prova. Ivo Lopes, que alinha pela equipa no ESBK, teve assim de fazer uma adaptação rápida a uma moto que desconhecia por completo, a Boscoscuro de Moto2, o que não o impediu de chegar diretamente à Q2. Saindo da terceira fila em P9, o português chegou rapidamente à luta pelo terceiro lugar após uma boa partida, após o que um erro seu levou à queda e ao abandono. Na segunda corrida, ainda que tocado numa mão, Ivo Lopes conseguiu mesmo assim fechar o top 10, recuperando vários lugares após um toque nos momentos iniciais o ter feito perder diversas posições.

Gonçalo Ribeiro

Em grande nível esteve também Gonçalo Ribeiro na corrida destinada às Stock 600. O atual líder da classe no CNV saiu do 21º lugar de uma grelha com 32 pilotos, recuperando até um excelente 11º posto final.

Afonso Almeida

Na European Talent Cup, Martim Marco ficaria de fora por não ter conseguido a qualificação, com Afonso Almeida a ser o único representante das cores lusas no domingo. Na primeira corrida, o português haveria de ser desclassificado devido a uma inconformidade técnica na sua moto, terminando a segunda corrida em 21º lugar entre as três dezenas de pilotos que estiveram à partida.

Finalmente, as Moto3 do Campeonato do Mundo JuniorGP eram as únicas que não contavam com uma presença nacional. A vitória coube ao finlandês Rico Salmela, na Husqvarna da Intact GP Junior Team, batendo o espanhol da CFMoto Aspar, Marcos Uriarte, e o neozelandês Cormac Buchanan (KTM – AGR Team).

O FIM Junior GP prossegue daqui a duas semanas em Barcelona, terceira prova de um total de sete rondas calendarizadas, um campeonato que passará também pelo Autódromo Internacional do Algarve a 22 e 23 de junho.

Artigo anteriorMXGP Águeda: dos fracos não reza a história!
Próximo artigoNoite de ação em Poiares