Nacional Velocidade: Calor algarvio

O Autódromo Internacional do Algarve voltou a acolher uma ronda do CNV.

708

Duas semanas após a primeira visita da caravana do CNV ao Autódromo Internacional do Algarve os 4592 metros da pista sulista voltaram a acolher os pilotos do campeonato nacional para debaixo de temperaturas elevadas serem novamente discutidas as vitórias na diversas categorias.

Com o mercúrio dos termómetros a ultrapassar os 40 graus a ‘Montanha Russa’ revelou mais uma vez ser um adversário exigente e difícil de ultrapassar, inclusivé para o regressado Ivo Lopes que depois de ter estado ausente na primeira corrida no AIA voltou em grande forma a uma das suas pistas de eleição.

O campeão nacional Superbike não deixou os seus créditos por mãos alheias e venceu ambas as corridas face a Romeu Leite e Tiago Cleto. Líder do campeonato nacional depois das duas vitórias conseguidas no início de Agosto Leite perdeu dez pontos para Ivo Lopes mas deixou o Algarve com a primeira posição do campeonato segura por vinte pontos face a Ivo Lopes. Tiago Cleto é o terceiro classificado no campeonato. Nota para o novo recorde do circuito para a categoria assinado por Ivo Lopes com 1m44.156s.

Nas Superstock Pedro Fragoso também dobrou vitórias tal como Ivo Lopes e dessa forma deixou o AIA com a liderança no campeonato, assegurando dois pontos de margem face a Ricardo Silva que depois de dois segundos lugares na exigente e quente ‘montanha russa’ ultrapassou Vasco Esturrado precisamente por dois pontos. Os três primeiros do campeonato estão assim separados por apenas quatro pontos com quatro corridas ainda por realizar, todas elas no tapete negro do Circuito do Estoril.

Nas Supersport 300 a vitória foi para o ‘forasteiro’ Adrian Olmo, um nome que pode parecer desconhecido mas que é na realidade o actual líder do campeonato do mundo, Adrian Huertas, que esteve no Algarve a preparar a sua estreia mundialista na pista nos primeiros dias de Outubro. Ao fechar a contenda na segunda posição Tomás Alonso ganhou mais quatro pontos face a Dinis Borges na luta pelo ceptro, tendo agora 15 pontos antes da prova de fecho época a realizar no Estoril. Ivan Bolaño esteve pela segunda vez no campeonato e foi quarto na frente de Rafael Damásio.

Nas Pré-Moto3 foi sem surpresa Gonçalo Ribeiro quem venceu na frente de Tiago Balhé. Martim Marco foi o primeiro nas Promo3. Afonso Almeida foi o vencedor nas Moto4, a terceira do ano para o campeão nacional, batendo Pedro Matos e Francisco Pires na linha de meta. Alexandre Cabá registou a sua segunda vitória consecutiva nas Moto5, aproximando-se de Gonçalo Capote na luta pela vitória, estando agora ambos separados por apenas três pontos. Lourenço Vicente foi o terceiro e destacou-se ainda mais nessa mesma posição na classificação geral do campeonato.

No Troféu Século XX/TLC a vitória na Open ficou nas mãos de Carlos Pinheiro em ambas as corridas e o mesmo sucedeu com Carlos Mercier o segundo classificado. Nas Superbike vitórias para Afonso Cruz e nas Supersport foi Luis Belchior quem venceu. Nas sempre animadas ZCup, que enfrentam de forma corajosa o fim‑de‑semana mais quente do ano, foi Frédèric Bottoglieri o vencedor da primeira corrida na frente de Ricardo Pires, sendo este o vencedor na segunda corrida face a Marcos Leal, sendo de destacar a primeira não vitória de Bottoglieri em 2021, ausente por alinhar com outra moto. Nas Tuono Cup foi Pavel Bogdanov quem subiu ao degrau mais alto do pódio no Sábado,assistindo-se no Domingo á primeira vitória de Paulo Vicente. Nas Naked Bogdanov foi o vencedor no dia inaugural mas no Domingo a vitória foi de Bottoglieri que deixou de lado a Kawasaki Z para realizar a sua primeira corrida com a BMW S 1000R que tem sido desenvolvida nas pistas desde a etapa anterior do campeonato.

Na concorrida Copa Dunlop Motoval vitórias de Eduardo Huertas na classe 1 em ambos os dias, ele que se estreou na competição, batendo no primeiro dia o líder da classificação Victor Barros. Na segunda corrida foi Miguel Romão o segundo classificado. Na classe 2 André Gonçalves foi o primeiro na corrida de abertura face a Filipe Brites, com este a vencer a no segundo dia na frente de Nelson Cruz. A classe revela-se bastante competitiva e são cinco os pontos que separam os dois primeiros da geral.

A próxima prova do campeonato nacional será realizada nos dias 11 e 12 de Setembro no Circuito do Estoril e será a penúltima do ano.

RESULTADOS COMPLETOS