Porto: Totalidade das faixas BUS no abertas à circulação de motos

336

#fib_mobilidade02
 
O executivo da Câmara Municipal do Porto votou de forma positiva o alargamento de todos os corredores BUS da Invicta à circulação de motos.

Esta decisão permite assim que os utilizadores das duas rodas possam utilizar todas as faixas BUS da cidade contribuindo de forma positiva para uma maior fluidez do transito naquela cidade. Para além desta medida a Câmara Municipal do Porto anunciou também a criação de mais faixas BUS em zonas de maior intensidade de tráfego.
Reproduzimos na integra o comunicado da CM do Porto:
A Câmara do Porto alargou a todos os corredores BUS da cidade a autorização de circulação de motociclos nas faixas destinadas anteriormente apenas a transporte público. A medida encerra um ciclo de alargamento do sistema que foi pioneiro na Câmara do Porto e que tem corrido muito bem.
A vereadora da Mobilidade da Câmara do Porto, Cristina Pimentel, revelou também, na reunião de executivo, que até ao fim do ano pretende criar na cidade pelo menos mais dois corredores BUS, nas ruas da Constituição e Diogo Botelho.
De acordo com Cristina Pimentel, este canal reservado aos transportes coletivos na rua da Constituição deve abranger o troço da artéria situado entre a praça do Marquês e a rua Antero de Quental.
A intenção é, também, resolver o problema de “estacionamento ilegal do lado direito [a rua tem apenas o sentido descendente]”, o que “coloca algumas dificuldades à circulação de autocarros”, acrescentou.
A intervenção será acompanhada de uma renovação do piso, “que se encontra em mau estado”, tal como se prevê que aconteça na rua Diogo Botelho, esclareceu a vereadora.
Cristina Pimentel acrescentou que, naquela artéria, a Câmara pretende também criar uma faixa BUS no sentido praça do Império/centro da cidade.