Luis Correia vence Enduro Vila de Rei

187

LuisCorreia
Em véspera de Páscoa foi debaixo de intensa chuva, nevoeiro e frio que se realizou a segunda prova do Nacional de Enduro 2016. Com organização a cargo dos estreantes Esganados TT a prova marcou igualmente a estreia de Vila de Rei como paragem do enduro nacional, sendo por isso a primeira vez que pilotos e equipas percorreram os trilhos ao longo das serras que demarcam o centro de Portugal.

Com meia centena de quilómetros de percurso e três especiais desenhadas ora junto ao centro da vila – Extreme Test – ou num raio de poucos quilómetros de distância  – Enduro e Cross Test – foram 174 os pilotos que marcaram presença na linha de partida junto ao Parque-Fechado numa chuvosa manhã de Sábado, em contraste total com o dia anterior onde a chuva não marcou presença.
Perante a adversidade acrescida devido ás exigentes condições climatéricas os pilotos enfrentaram uma prova que se tornou ainda mais exigente e foi mesmo a água que causou a primeira vitima do dia, o próprio campeão nacional da especialidade, Luis Oliveira, que vitima de um incómodo problema eléctrico na sua moto foi mesmo forçado a penalizar ainda na volta de abertura, penalização essa que automaticamente o colocou fora da luta pela vitória, ele que sem os onze minutos averbados teria sido o terceiro classificado final.
Com Luis Oliveira a ficar fora da contenda foi Gonçalo Reis o primeiro líder da corrida ao vencer a primeira das onze especiais em agenda. Mas logo na segunda especial foi Luis Correia quem respondeu da melhor forma, passando para o comando da corrida ao passar para a frente de Joaquim Rodrigues e Gonçalo Reis, os dois mais rápidos na primeira especial. Ainda a recuperar de uma recente lesão Joaquim Rodrigues era forçado a dosear o seu ritmo e perdia para a concorrência, segurando a terceira posição até ao final da primeira metade da prova quando foi passado por Diogo Ventura.
Lá na frente Correia e Reis estavam separados por muito pouco, mas na terceira volta Gonçalo Reis cometeu dois pequenos erros e perdeu alguns segundos para Luis Correia, que segurou essa mesma vantagem até ao final da corrida para colocar de novo a sua moto em Parque-Fechado com menos de 30 segundos de vantagem para Reis que mesmo batendo Correia nas derradeiras especiais não conseguiu anular a diferença para o piloto da Moçarria.
Com Joaquim Rodrigues a baixar o ritmo Diogo Ventura reforçou na segunda metade da corrida a terceira posição, para fechar no pódio esta segunda prova do campeonato, ficando Joaquim Rodrigues em quarto na frente do melhor piloto da Elite 1, João Lourenço, que conquistou a sua primeira vitória entre a Elite do enduro nacional. Entre classes Luis Correia e João Lourenço foram os vencedores respectivamente em Elite 2 e Elite 1.
Entre os pilotos da Open as penalizações decidiram o resultado final e quem mais perdeu com os atrasos foi mesmo João Vivas. O vencedor da prova de abertura em Castelo Branco sofreu uma penalização de quatro minutos e desceu ao terceiro posto final mesmo recuperando quase metade dessa diferença para o vencedor, André Mouta, que se estreou no degrau mais alto do pódio no campeonato, na frente de João Hortega, este o único sem penalizações entre os quatro que concluiram a prova. Fernando Sousa Jr. foi o quarto classificado.
Entre os Verdes a vitória em Verdes 1 foi para Gerson Lopes, com Manuel Moura a ser o melhor em Verdes 2 e Diogo Lopes em Verdes 3. Albano Mouta venceu nos Veteranos e Fernando Lopes em Super Veteranos, com Rita Vieira a ser a melhor nas Senhoras. Nuno Claro foi o primeiro classificado na Enduro Cup e Tomás Clemente venceu na Youth Cup, o mesmo se passando com Tiago Henriques, o melhor nos Hobby.
A próxima prova do campeonato nacional de Enduro realiza-se nos dias 16 e 17 de Abril e juntamente com a caravana do campeonato do mundo levará os pilotos nacionais até Gouveia para será igualmente a primeira prova de dois dias neste ano de 2016.
Classificação final
Elite

1º Luis Correia – Beta com 1h02m23.352s; 2º Gonçalo Reis – KTM a 29.29s; 3º Diogo Ventura – Gas Gas a 1m13.693s; 4º Joaquim Rodrigues – KTM a 2m39.65s; 5º João Lourenço – Sherco a 5m10.918s
Elite 1
1º João Lourenço – Sherco com 1h07m45.27s; 2º Fábio Pereira – Yamaha a 49.988s; 3º André Fernandes – MotoExtreme a 5m52.427s; 4º Luis Oliveira – Yamaha a 6m52.044s
Elite 2
1º Luis Correia – Beta com 1h02m23.352s; 2º Gonçalo Reis – KTM a 29.29s; 3º Diogo Ventura – Gas Gas a 1m13.693s; 4º Joaquim Rodrigues – KTM a 2m39.65s; 5º Hélder Rodrigues – Yamaha a 6m18.776s
Open
1º André Mouta – KTM com 1h09m25.128s; 2º João Hortega – KTM a 1m05.838s; 3º João Vivas – Beta a 2m16.523s; 4º Fernando Sousa Jr. – KTM a 6m25.158s
Verdes 1
1º Gerson Lopes – Yamaha com 50m32.62s; 2º Diogo Marques – KTM a 1m18.677s; 3º Tomás Clemente – KTM a 3m32.881s; 4º João Nobre – Kawasaki a 4m52.484s; 5º Manuel Teixeira – KTM a 5m17.259s
Verdes 2
1º Manuel Moura – Yamaha com 50m22.51s; 2º Márcio Barbosa – KTM a 1m30.371s; 3º Márcio Antunes – Sherco a 1m45.008s; 4º Luis Ferreira – Husaberg a 3m24.376s; 5º Marco Correira – Beta a 3m49.442s
Verdes 3
1º Diogo Lopes – KTM com 53,07.095s; 2º Filipe Conceição – KTM a 5.307s; 3º Rui Almeida – MotoExtreme a 13.798s; 4º Jorge Ribeiro – TM a 1m04.988s; 5º Salvador Vargas – KTM a 2m27.187s
Veteranos
1º Albano Mouta – KTM com 53m18.351s; 2º Nuno Freitas – KTM a 1m15.641s; 3º Ludgéro Sousa – KTM a 2m51.291s; 4º Alcides Calçada – Honda a 4m25.14s; 5º Filipe Abreu – KTM a 4m46.857s
Super Veteranos
1º Fernando Lopes – KTM com 40m14.242s; 2º Luis – Beta a 2m56.289s; 3º Rui Costa – Husqvarna a 3m17.41s; 4º Carlos Ferreira – Yamaha a 8m25.074s; 5º Fernando Sousa – KTM a 21m52.588s
Senhoras
1ª Rita Vieira – Beta com 1h32m30.062s; 2ª Flávia Rolo – KTM a 6m57.779s; 3ª Vera Nogueira – KTM a 17m32.425s; 4ª Bruna Antunes – KTM a 19m07.746s; 5ª Sofia Porfirio – Husqvarna a 20m21.032s
Enduro Cup
1º Nuno Claro – AJP com 1h43m35.828s; 2º João Pedro – Beta a 22m34.845s; 3º Francisco Alvoeiro – Beta a 38m41.390s; 4º Frederico de Jesus – AJP a 1h16m07.130s
Youth Cup
1º Tomás Clemente – KTM com 54m05.501s; 2º Manuel Teixeira – KTM a 1m44.378s; 3º André Marques – Yamaha a 13m03.187s; 4º Vasco Salema – KTM a 14m30.976s; 5º João Amoedo – Yamaha a 47m04.943s