MXGP: Rui Gonçalves de regresso aos pontos

426

13301248_1609756816005334_5227314320703740576_o
 
O Grande Prémio de Espanha disputado em Talavera de La Reina no passado fim-de-semana marcou a entrada na segunda  metade da temporada do Mundial de Motocross 2016 com Rui Gonçalves a mostrar nítidos progressos.

Rui Gonçalves esteve presente neste GP aos comandos da sua Husqvarna FC450 integrado no Team 8Biano Racing. Depois da vitória alcançada nas três mangas da prova do Campeonato Italiano de Motocross disputada em Mantova, o piloto luso mostrava-se naturalmente confiante para esta etapa do Mundial de MX.
Na primeira manga Rui Gonçalves via-se enterrado na cauda do pelotão logo após o arranque. Obrigado a subir diversas posições o piloto da Husqvarna dava o máximo por forma a entrar nos pontos num circuito onde os andamentos são muito iguais e as diferenças mínimas. No final Rui Gonçalves seria 19º classificado depois de subir mais de 13 posições no decorrer desta manga sofrendo inclusivamente uma queda na última volta quando tinha Dennis Ulrich e Angus Heidecke na mira.
Na segunda manga Gonçalves já conseguia intrometer-se no pelotão dos pilotos da frente com um arranque mais positivo. Ao longo desta corrida foi subindo diversas posições e melhorando inclusivamente os tempos por volta muito idênticos aos dos pilotos do “Top Ten”. No final Gonçalves seria 16º classificado.
Rui Gonçalves: “ Depois da vitória em Mantova sabia que tinha tudo para garantir um melhor resultado aqui em Espanha. Viemos com um bom setting em termos de suspensões depois do trabalho efectuado com a WP ao longo das últimas semanas. Na primeira manga as coisas não correram bem no arranque e depois foi muito complicado subir posições numa pista onde o ritmo de corrida é muito semelhante entre todos os pilotos. Na segunda manga o arranque foi mais positivo e já me vi envolvido na luta por lugares de maior destaque. Fiquei contente com os meus tempos por volta ao longo da corrida o que é um bom indicador de que estamos no bom caminho em termos do desenvolvimento da nossa moto.”
Resultados GP de Espanha
1º Tim Gajser (SLO) Honda 50 pts; 2º Maximilian Nagl (GER) Husqvarna 44 pts; 3º Gautir Paulin (FRA) Honda 38pts, 4º Clement Desalle (BEL) Kawasaki 35 pts; 5º Eugeny Bobryshev (RUS) Honda 31 pts; 6º Romain Febvre (FRA) Yamaha 30 pts; 7º Antonio Cairoli (ITA) KTM 28 pts; 8º Jeremy Van Horebeek (BEL) Yamaha 27 pts; 9º Valentin Guillod (SUI) Yamaha; 10º Shaun Simpson (GBR) KTM 21 pts… 19º Rui Gonçalves (POR) Husqvarna  7 pts etc.