Maio e Vale superiores e despique entre os SSV

O segundo dia de Baja do Oeste ficou marcado pelas elevadas temperaturas e por um índice competitivo elevado.

74

António Maio controlou e consolidou liderança nas motos João Vale quase cilindrou a concorrência na categoria dos quads Guerreiro continua na frente dos SSV com vantagem curta.

O segundo dia de competição para motos, quads e SSV na Baja Oeste 2022 ficou marcado pelo calor e a intensa competição nas pistas da região. António Maio, que já tinha sido o mais rápido no prólogo, aproveitou o facto de não apanhar pó para ganhar o primeiro sector selectivo e, assim, consolidar o primeiro posto. No confronto da tarde, geriu a vantagem e completa a etapa no comando da classificação geral com 1m29s de vantagem sobre Martim Ventura que, durante o dia, subiu uma posição face à véspera. Daniel Jordão também teve um dia muito positivo. Começou em quinto e terminou na terceira posição.

Se o primeiro lugar nas motos nunca foi contestado, as posições seguintes sofreram alterações, muito por culpa de Gustavo Gaudêncio. Segundo no prólogo, o piloto da Honda perdeu muito tempo no primeiro sector selectivo e caiu na classificação. Com isso, a concorrência aproveitou para subir na classificação. Foram os casos de Ventura e de Jordão, que ascenderam aos lugares do pódio, mas não só. Mas de 30 pilotos passaram Gaudêncio que acabou o dia no 34º posto.

“O dia foi porreiro. Não tive nenhum problema, nenhuma queda. Era o mais importante para mim, visto esta ser uma prova nova para mim. É uma existente. Temos de estar muito concentrados porque há bastantes perigos característicos do terreno. Consegui uma boa vantagem e amanhã vou manter a mesma toada, sem arriscar muito. Espero manter a vantagem”, afirmou António Maio.

Vale imperial entre os quads

João Vale está a fazer uma corrida completamente à parte dos restantes concorrentes nos quads. Venceu o prólogo e os dois sectores selectivos que se realizaram hoje. Assim, e com um sector pela frente, o piloto do Yamaha arranca para o derradeiro dia de competição com mais de dez minutos de vantagem sobre Fernando Cardoso que, depois de ter arrancado para esta etapa no terceiro lugar, apresentou um andamento muito consistente, o que lhe valeu a subida de um lugar na classificação. Rafael Carvalho teve um dia muito bom. 18º no prólogo, entrou para este dia com um forte andamento e, depois de dois sectores, está no derradeiro lugar do pódio.

“Atacámos logo de início. Chegámos ao final de SS1 com mais de seis minutos de vantagem para o segundo. No segundo sector decidimos gerir”, explicou o líder, João Vale.

Guerreiro lidera com vantagem curta

São apenas 24 os segundos que separam Gonçalo Guerreiro, primeiro classificado entre os SSV, e Herlander Araújo, segundo classificado. Roberto Borrego é terceiro e está a apenas 1m11s de distância da liderança.

O dia foi extremamente competitivo nesta categoria. Araújo entrou a ganhar e roubou o primeiro posto a Guerreiro, que tinha ganho o prólogo. Na ronda da tarde, foi a vez do campeão em título, Roberto Borrego ser o mais forte. Contudo, no conjunto do prólogo e dos sectores, Guerreiro é quem lidera e parte em vantagem para amanhã. De qualquer forma, pelo menos três pilotos já mostraram que são capazes de ganhar e assumem-se como candidatos à vitória na Baja Oeste 2022.

“A realidade é que temos de terminar a prova para angariar pontos. Não sei se vai ser possível sair daqui com a vitória, mas a ideia é ganhar para somar o máximo de pontos. Mas hoje, a concorrência esteve forte. Apertaram bastante. Amanhã é um novo dia e só aí fazemos as contas”, disse Gonçalo Guerreiro.

A derradeira etapa realiza-se amanhã, domingo. Pela frente, os concorrentes têm 160 quilómetros conta o cronómetro.