Campeonato do Mundo de Enduro – Prova de sucesso em Gouveia

401

O francês Antoine Meo foi o vencedor no cômputo dos dois dias em Gouveia, no G.P. de Portugal em Enduro, mais uma jornada para ficar nos anais das grandes provas da modalidade disputadas no nosso país.

Em Gouveia, os termómetros atingiram 32.º graus, mas o vento ajudou a suportar o calor, bem como a dissipar o pó levantado à passagem dos 87 pilotos que alinharam nesta terceira jornada do Campeonato do Mundo de Enduro – e mais 20 na classe Open, destinada exclusivamente a pilotos portugueses. Os pilotos mundialistas enfrentaram diariamente um total de onze passagens cronometradas pelos três troços existentes, incluídos num trajecto com cerca de 45 Km, percorrido em três voltas e meia.
Esta foi mais uma prova exigente e desgastante, de elevada qualidade técnica, como é característico das organizações portuguesas a este nível mundial, com “especiais” bem desenhadas e muito próximas entre si, aspecto que agradou sobremaneira a acompanhantes dos concorrentes e público, pela facilidade em observar o desempenho dos pilotos em vários pontos. A função começou ainda na Sexta-feira ao fim da tarde, com uma espectacular Super Especial no Centro Hípico, seguindo-se no fim-de-semana os dois dias nos trilhos serranos.
Em termos absolutos e na classe Elite 2, no Sábado o italiano Alex Salvini bateu Antoine Meo por escassos seis décimos de segundo. No entanto, hoje Meo esteve melhor e ganhou, com 11s sobre o seu compatriota Pierre-Alexandre Renet, enquanto Salvini ficou no 3.º posto, a 11,3.
Na classe 3, o australiano Mathew Phillips ditou a sua lei nas duas etapas, embora por curta margem sobre os ocupantes do 2.º lugar: Matthias Bellino ontem a 8,3s, e Matti Seistola hoje apenas a 1,6.
Quanto à classe 1 registaram-se vencedores diferentes. Se ontem o finlandês Eero Remes deixou a 16,0s Christophe  Nambotin, este francês respondeu hoje em grande estilo, ao bater Remes por 50,6s.
Nos Juniores, Giacomo Redondi e Steve Holcombe foram os ganhadores em cada dia, bem como Josef Garcia e Mikael Persson alternaram o sucesso na classe Youth, e a espanhola Laia Sanz dominou claramente as operações entre as Senhoras.
Relativamente aos pilotos portugueses, Luís Correia subiu de rendimento face às provas anteriores do Campeonato, conseguindo na classe E3 ser 4.º e 6.º classificado nos dois dias. Já nos Juniores houve sortes distintas, porque Luís Oliveira começou por ser 5.º na etapa de ontem, mas hoje teve de abandonar devido a problemas de motor. Por sua vez, Diogo Ventura foi ontem 7.º, com um par de quedas a prejudicar a acção, e hoje melhorou para acabar na 5.ª posição.
Finalmente, Joaquim Rodrigues foi 13.º e 12.º classificado, respectivamente, na classe E1, enquanto Gonçalo Reis desistiu lesionado neste Domingo, após o 12.º lugar da véspera na E2.
Em termos de Campeonato, Luís Correia melhorou o posicionamento na E3, surgindo agora no 7.º lugar. Na tabela Júnior, Diogo Ventura manteve o 4.º posto, enquanto Luís Oliveira é agora o 6.º colocado, sendo que a competição prossegue com a sua jornada intermédia – a quarta de sete – a 6 e 7 de Junho, na Grécia.
Ainda uma palavra sobre a categoria Open, reservada a pilotos portugueses. Um intenso duelo marcou a prova, com João Lourenço a bater Fernando Ferreira por 10s no Sábado, mas hoje o ordenamento inverteu-se e Ferreira levou a melhor, deixando aquele adversário a 25,6s. Diogo Vieira ontem, e Diogo Valença hoje, ocuparam a 3.ª posição.
 
Classificações: Disponíveis em www.enduro-abc.com