Campeonato Nacional de Motocross – "Nacional" abre em Freixo de Espada à Cinta

71

Um dos Campeonatos Nacionais aguardados com maior expectativa na presente temporada começa no Domingo em Freixo de Espada à Cinta, onde os crossistas vão luzir talentos na transmontana pista Multiusos.

FICHA DA PROVA
Evento………..
Data……………
Competição
Circuito……….
Localização….
Horários………
 
Organização….
 
Motocross de Freixo de Espada à Cinta
22 de Março.
Campeonato Nacional de Motocross, 1.ª jornada.
Crossódromo multiusos, com 1800 metros.
Dos Prados, a 4 Km de Freixo de Espada à Cinta.
Treinos: das 8h40 às 10h40; Qualificações (MX1 e MX2):
entre as 11h00 e 12h00; Corridas: a partir das 13h10.
Junta de Freguesia de Freixo de Espada à Cinta
e Conquistadores Moto Clube de Guimarães.

 
Este ano o “Nacional” de Motocross anuncia-se mais extenso face ao observado nas últimas épocas, com oito jornadas calendarizadas até finais de Junho, em pistas bem conhecidas da modalidade, sendo que os pilotos seniores e juniores desprezam o pior resultado para a contabilidade final.
O campeão Elite em 2014, Rui Gonçalves, não irá participar este ano na competição caseira, o que torna mais aberto o confronto pelos títulos Elite e na classe MX1, bem como se aguardam despiques interessantes em MX2 e Júnior.
Em MX1, à partida gozam de maior favoritismo os campeões de Supercross do ano passado, Hugo Basaúla e Miguel Gaboleiro. Caso dispute na íntegra a competição, Hugo Santos será naturalmente outro candidato ao pódio. Além disso, desperta curiosidade a estreia nesta classe do actual campeão júnior, Jorge Maricato, e o regresso à modalidade de Luís Ferreira.
Na classe MX2, concita particular atenção o previsível duelo entre o detentor do título, Sandro Peixe, e Pedro Carvalho. Interesse rodeia também a subida de escalão do campeão de Iniciados e seu “vice”, respectivamente André Sérgio e João Oliveira, sem esquecer que Diogo Graça é outro nome a seguir atentamente. Finalmente, resta ainda saber em que classe poderá surgir João Vivas, piloto com pretensões aos lugares cimeiros.
Quanto à classe Júnior (reservada a praticantes com idade compreendida entre os 14 e 17 anos) cuja classificação em cada prova é extraída dos resultados da manga de MX2, jovens como André Sérgio, João Oliveira, Diogo Graça e Renato Silva devem travar acesos despiques pela coroa.
Em cada jornada, os pilotos começam por disputar mangas específicas de MX1 e MX2, enquanto a final Elite rende pontos para essa categoria e funciona como segunda manga de cada classe. Em Freixo de Espada à Cinta iniciam também a sua campanha os pequenos Infantis, nos escalões A (dos 6 aos 8 anos de idade) e B (dos 8 aos 12 anos).
No Domingo, no piso duro do traçado com 1800 metros de perímetro e perfil rápido, a manhã será dedicada a treinos e qualificações. À tarde, os Infantis são os primeiros a competir, mas as corridas seniores terão início às 14h00 (MX2) e 14h55 (MX1), qualificando os concorrentes para a final Elite, com partida agendada para as 17h20.