Filipe Costa ganha na primeira ronda

51

Filipe Costa foi o vencedor da final Elite na primeira ronda do Troféu MX Ribatejo, competição que levou mais de uma centena de pilotos até à pista de S. Vicente do Paúl, no concelho de Santarém.
O Motocross lusitano está a ter um auspicioso início de época, com muitos praticantes envolvidos nas provas. Desta vez, na pista do Tojeiro, de perfil rápido em piso duro, houve 109 participantes no conjunto das várias classes – dos quais 63 nas MX1 e MX2, que no Troféu MX Ribatejo são essencialmente reservadas a pilotos amadores.
Na manga específica de MX2, André Sérgio foi o único comandante, deixando a 5,5s Diogo Graça, o qual ascendeu ao 2.º posto a meio da corrida, por troca com André Martins. Já na MX1, também Filipe Costa liderou sempre e bateu por 25,5s Ricardo Caetanito, que na penúltima volta desalojou Tiago Duarte do 2.º lugar.
A final Elite reuniu os pilotos qualificados naquelas classes. Filipe Costa só na segunda volta perdeu momentaneamente o comando, para triunfar com 2,1s de vantagem sobre André Martins, o qual ascendeu ao 2.º posto na penúltima das onze passagens à pista, remetendo para 3.º Tiago Duarte. Vibrante foi a recuperação de André Sérgio, desde a cauda do pelotão por queda depois do arranque, até à 4.ª posição na linha de chegada.
A classe de Infantis também esteve bem recheada com 21 jovens crossistas. Ricardo Rocha nunca deu confiança à concorrência e ganhou destacado nas duas mangas. Na primeira delas, Martim Espinho foi 2.º, batendo por escassa margem Miguel Coelho, e este obteve o 2.º lugar na outra corrida, diante de Afonso Gomes.
Já 19 pilotos partilharam a pista em duas corridas válidas para as classes 50 Livres, 85 e PitBikes. Rodrigo Luz saiu vitorioso nas duas ocasiões, mas se na primeira liderou sempre diante de Ricardo Rocha e do melhor das 50cc, Ivo Relvas, na restante teve de aplicar-se para bater Diogo Carapinha, que liderou o pelotão durante cinco voltas. Nesta corrida o primeiro das 50 foi Rafael Oliveira, e Álvaro Pereira sempre o melhor das Pitbikes.
Finalmente, apenas 6 concorrentes participaram nas mangas de 50 Clássicas, lideradas todo o tempo por João Santos. Porém, na primeira ida à pista bateu apenas por 0,3s Luís Guerra. Este desistiu na outra corrida, por avaria na sua moto, na penúltima volta quando ia em 2.º, herdando a posição Rafael Oliveira.
Classificações: Disponíveis em www.penta-control.com