Flat-Track foi sucesso na Póvoa de Varzim

O Flat-Track esteve na Póvoa de Varzim com forte presença de público.

735

Foi com grande expectativa que se realizou esta 2ª prova do TNFT, por um lado porque a DGS permitiu a presença de público e por outro lado porque a primeira prova tinha criado grande entusiasmo nos pilotos e equipas que nela participaram.

Estando, literalmente, a poucos metros da praia e rodeada dos famosos campos masseira, a pista AG81 Flat Track Park tem um cenário natural único, proporcionando vistas espetaculares! A pista permanente “AG81 Flat Track Park” pertence ao ramo de desporto motorizado do Aguçadoura Futebol Clube.

Criada sobre uma antiga pista de corridas de cavalos, a AG81 recebeu recentemente uma camada integral de saibro, devidamente compactado e preparado para as corridas e treinos de Flat Track. O traçado tem sensivelmente 400 metros de perímetro, tendo esta pista o dobro do comprimento da de Barcelos, onde foi realizada a 1ª etapa.

Apesar de ter o mesmo formato oval, o facto das rectas e curvas serem mais longas acaba por obrigar máquinas e pilotos a ajustarem-se às novas condições de corrida. A equipa de manutenção da AG81 fez um excelente trabalho de preparação, conseguido criar zonas de drenagem que evitaram que as chuvas dos dias precedentes à prova estragassem o piso recentemente colocado.

Mas foi mesmo com chuva que começou esta 2ª etapa, chuva esta que permaneceu até por volta das 10h30, precisamente quando se iniciaram os Treinos Livres, para alívio dos 39 pilotos presentes. Com o piso ainda bastante traiçoeiro, os pilotos foram aumentando gradualmente de ritmo.

Durante os Treinos Cronometrados tivemos um aumento significativo de andamento com os pilotos a encontrarem confiança no piso e nas afinações das motos.

Após a paragem para o almoço, todos recuperaram forças e voltaram à pista para as primeiras corridas de eliminação, depois de todos os pilotos terem participado no ‘briefing’.

O sol voltou a brilhar e com uma moldura humana impressionante a ocupar as zonas previstas para o efeito no perímetro da pista, os primeiros pilotos a darem espetáculo foram os da classe Pit Bike / Mini MX. Esta classe de iniciação contou com 3 novos pilotos (novos na modalidade e novos na idade!) vindos da Velocidade e Supermoto! No entanto, quem se destacou foi mesmo Rodrigo Falcão que venceu nas duas eliminatórias e final! Com um aumento gradual de confiança, o pódio ficou fechado com David Dias e Martim Marco, ambos pilotos vindos da Velocidade e Supermoto, que se superiorizaram na final a Carlos Sampaio e Filipe Torre, tendo ficado o jovem Lourenço Vicente em 6º nas 3 corridas.

A categoria Hobby destinada a pilotos não federados foi a mais concorrida com vários pilotos locais a inscreverem-se no próprio dia. De um total de 18 pilotos, foram sendo eliminados nas duas sessões de eliminatórias para chegarem à final apenas os 6 pilotos mais rápidos. Claramente favorito a vencer esta classe, Miguel Fernandes, piloto experiente de Enduro, venceu com algum à vontade as 3 corridas da tarde. No pódio da final tivemos Pedro Guimarães e Daniel Cabral em 2º e 3º respectivamente. No 4º, 5º e 6º lugar ficaram Pedro Marques, André Ferreira e Hugo Valentim.

A classe Tracker Starter foi das mais divertidas de acompanhar com 6 pilotos a rodarem muito próximos e com o público a puxar pelos 4 pilotos locais! A luta foi intensa e com as posições a serem uma total incógnita até á bandeira de xadrez. As três primeiras posições foram sendo disputadas por Maurício Santos, Carlos Sampaio e Kevin Matias, pilotos locais. Na final, foi Maurício Santos que se conseguiu desembaraçar dos seus perseguidores, ganhando com algum conforto. A completar o pódio tivemos Kevin Matias e Carlos Sampaio, em 2º e 3º. O estreante Luís Magalhães batalhou com este trio poveiro até à derradeira volta onde uma queda lhe retirou a hipótese de atacar o pódio. Simão Vidinha acabaria por levar a melhor sobre o poveiro Filipe Torre.

Na classe Tracker PRO, os três pilotos presentes em Barcelos voltaram a oferecer um belo espetáculo com corridas muito disputadas entre os três. O equilíbrio foi tanto que cada um deles venceu uma das 3 corridas da tarde. Por ordem, o poveiro Ricardo Pontes venceu a eliminatória 1, o lisboeta Ricardo Guerra venceu a eliminatória 2 e, na final, o algarvio Fábio Felícia subiu ao mais alto lugar do pódio após uma luta muito acesa com os seus dois adversários directos!

A fechar o dia de corridas tivemos a classe mais rápida de todas, a Dirt Bike PRO, com pilotos bastante experientes e máquinas recentes muito bem preparadas. A Póvoa de Varzim esteve muito bem representada com 3 pilotos locais a defenderem as cores da terra, contra 3 pilotos que tudo iriam fazer para lhes roubar o pódio. Embora a primeira eliminatória tenha sido vencida por Carlos Sá, o público vibrou com a vitória de Ricardo Silva na eliminatória 2, mais ainda quando este foi secundado por José Lima “bomba” após uma luta a ferro e fogo com Carlos Sá. Estes dois amigos de longa data tiveram que medir forças novamente na final mas desta vez foi Carlos Sá a levar a melhor. Alheio a estas guerras esteve Ricardo Silva que liderou de fio a pavio, numa corrida perfeita onde o piloto poveiro pôde fazer aquilo que mais gosta, fazer voltas a papel químico com a regularidade de um metrónomo! Nelson Cruz, piloto de Barcelos, fez 4º na frente de Ricardo Rodrigues, piloto estreante nestas andanças vindo do motocross/supermoto. Ficou com vontade de fazer melhor na próxima ronda, preparando melhor a moto! A fechar este lote tivemos Fernando Martins que, sendo o único a correr com uma 250cm3 contra as restantes 450cm3, pouco pôde fazer numa pista onde os cavalos fazem bastante diferença, obrigando o piloto da Póvoa a arriscar mais, o que iria acabar por resultar numa queda do mesmo, sem consequências para o piloto e máquina.

Em termos de classificação geral, em Flat Track temos novo líder consequência da ausência de Cristiano Fernandes nesta ronda e segue na frente o piloto algarvio Fábio Felícia com 140 pontos, seguido de perto pelos poveiros Maurício Santos e Ricardo Silva, com 131 e 130 pontos, respectivamente.

Em Mini Flat Track também há novo líder da tabela, encabeçado agora por Rodrigo Falcão com 123 pontos, seguido por Carlos Sampaio, com 111 pontos e o ausente nesta ronda, Francisco Fernandes, com 75 pontos.

A próxima jornada do TNFT irá realizar-se no Algarve, mais propriamente em São Bartolomeu de Messines, prova organizada em colaboração com o Team Satanás, equipa onde corre o piloto Fábio Felícia. Será um evento num novo formato, de jornada dupla, com animação prevista para a noite de Sábado. O cartaz já foi divulgado nas redes sociais e em breve teremos disponíveis os formulários de Regulamento Particular, Horário e Boletim de Inscrição.