CNMX Jogos Santa Casa: Títulos adiados para a Moçarria

Os títulos do MX em 2022 serão decisivos na derradeira prova do ano.

715

No regresso do motocross ao Crossódromo Internacional de Águeda foi o campeonato nacional da especialidade que animou este Domingo os 1500 metros do traçado mundialista. Com forte representação de pilotos assistiu-se mais uma vez a grandes momentos de motocross num cenário perfeito não obstante as elevadas temperaturas que se fizeram sentir e que deixou ainda mais renhidas as lutas nas principais classes.

De regresso ao campeonato depois da ausência na ronda anterior o vencedor na ‘terra vermelha’ da Bairrada foi Paulo Alberto. O piloto de Leiria liderou deste a primeira até à última das 19 voltas realizadas, fechando a corrida Elite com quase dez segundos de vantagem sobre Luis Outeiro, o segundo na frente de Sandro Peixe. David Beltran e Luis Oliveira fecharam o lote dos cinco primeiros na frente de Fábio Costa, o último dos pilotos que ficaram na mesma volta que o vencedor.

Paulo Alberto foi também o vencedor em MX1 com uma dupla vitória face a Luis Outeiro que dividiu a segunda e terceira posições com Sandro Peixe. David Beltran foi o novo vencedor entre as MX2 após ter conquistado ambas as mangas realizadas. Fábio Costa foi o segundo e Luis Oliveira o terceiro. Hugo Santos venceu nos Veteranos e Fábio Costa nos Júniores.

Na contabilidade dos campeonatos Luis Outeiro continua a ser primeiro mas tem apenas ooito pontos de vantagem face a Paulo Alberto e nove para Sandro Peixe, o primeiro nas MX1 com quatro pontos para Alberto e Outeiro, estes empatados após a prova aguedense. Quatro são também os pontos de vantagem que Fábio Costa tem perante Luis Oliveira, sendo que o terceiro, Sandro Lobo, está a seis pontos. Hugo Santos é o primeiro nos Veteranos e Fábio Costa nos Júniores.

Na 85cc Tomás Santos soma e segue e em Águeda o piloto de Tomar voltou a ser o único vencedor. Bernardo Pinto foi desta feita o segundo classificado na frente de Guilherme Leandro. Pinto foi segundo na primeira corrida mas na derradeira a segunda posição foi para Gonçalo Cardoso. Os terceiros lugares ficaram entregues a Guilherme Leandro na primeira corrida e Duarte Pinto na segunda.

No campeonato Tomás Santos continua ‘dono e senhor’ da primeira posição invicto, tendo agora 32 pontos de margem sobre Gonçalo Cardoso e 47 para Bernardo Pinto.

Com o mesmo número de pontos Duarte Pinto e Guilherme Gomes foram os vencedores nos 1500 metros do traçado bairradino. A primeira corrida foi para Guilherme Gomes, mas na segunda Duarte Pinto cruzou a meta na frente e assim subiu também ele ao primeiro lugar do pódio. Sempre terceiro Leonardo Gaio fechou o Domingo de corridas em idêntica posição entre os 17 pilotos que alinharam na grelha de partida.

Leonardo Gaio é o primeiro do campeonato com oito pontos de vantagem sobre Duarte Pinto e 10 para Guilherme Gomes.

Nas 50cc Iker Gonzalez dobrou as vitórias e fechou o quente dia na frente de Edgar Salustiano e Vicente Caeiro, estes a trocarem de posições da primeira para a segunda corrida, com Salustiano a ser o melhor na derradeira corrida para o ocupar o degrau mais baixo do pódio. Com esta vitória Iker Gonzalez tem agora quatro pontos de vantagem no campeonato, margem curta sobre Edgar Salustiano. Vicente Caeiro é o terceiro.

A próxima prova do campeonato será realizada no dia 10 de Julho na Moçarria e será decisiva para todas as categorias pois é a derradeira do calendário.

Artigo anteriorTerminou em festa o Portugal Lés-a-Lés mais exigente dos últimos anos
Próximo artigoMonte do Facho recebeu Nacional de Trial