CN Supermoto: Pombal fechou época

Pombal recebeu os derradeiros momentos do Supermoto nacional em 2020.

509

Após alguns adiamentos e cancelamentos por força da pandemia a temporada 2020 do campeonato nacional Supermoto viu o seu condicionado ano desportivo ser concluído no passado fim‑de‑semana, precisamente no mesmo dia em que Miguel Oliveira voava mais alto que todo o campeonato do mundo MotoGP em Portimão.

O Kartódromo de Carnide em Pombal foi o cenário das quatro derradeiras corridas do ano e com os seus poucos mais de 1000 metros de extensão proporcionou os derradeiros confrontos e a consagração dos campeões nacionais, num formato distinto onde se realizaram quatro corridas de forma a tornar mais expressiva a classificação final do campeonato de uma das mais espectaculares modalidades do motociclismo.

Em quatro corridas apenas dois pilotos conseguiram vencer, Sérgio e Nuno Rego, dividindo os seus sucessos de forma intercalada, juntando-se ambos a Hugo Silva, o terceiro vencedor do ano por força da primeira posição conseguida na primeira das três corridas realizadas em Portalegre.

Sérgio Rego deixou Pombal com o ceptro nacional nas suas mãos, renovando assim o número 1 após as noves corridas que foram discutidas pelos 15 pilotos que alinharam ao longo do mesmo. A segunda posição ficou para Sebastian Gil e o degrau mais baixo do pódio foi para Álvaro Pereira Jr.

No Mini-Supermoto as vitórias em Pombal foram todas elas para Fábio Felicia, mas o campeonato foi para Adelino Patronilho, fechando a época na frente de Bruno Cruz e de Fábio Felicia. No Troféu R25 venceu Ricardo Tomé – o melhor em todas as etapas – na frende de José Alves e José Oliveira.

Com alterações e ‘ressaltos’, à semelhança de todas as restantes disciplinas do motociclismo, o Nacional Supermoto conseguiu também ele cumprir a sua temporada.