Romeu Leite revalidou título SBK

Romeu Leite assegurou a renovação do título maior do CNV

416

Romeu Leite revalidou o título este domingo com oitava vitória da época, enquanto Pedro Fragoso, nas Superstock 600 perdeu vantagem e ficou a 1 ponto da coroa.

Fim-de-semana de decisões na categoria rainha do Campeonato Nacional de Velocidade, com Romeu Leite a dar por fechada a corrida ao título e a garantir a revalidação da coroa neste CNV Estoril 4, quinta jornada da época.

Segundo da grelha nesta segunda corrida da jornada promovida pelo Motor Clube do Estoril, o então ainda Campeão em título entrou ao ataque para assumir a liderança e as despesas da corrida logo na primeira volta. Com o objetivo claro de dar por concluída a luta pelo ceptro, Leite não deu qualquer hipótese aos rivais, assinando a oitava vitória da época e a sexta consecutiva.

Enquanto isso, atrás dele, assistia-se a uma luta bem mais animada pelas restantes posições do pódio, com três pilotos a levarem a cabo um despique muito renhido. Marco Diaz, das Superstock 600, foi o primeiro a destacar-se neste particular, ao saltar de terceiro da grelha para segundo na corrida. Mas tal foi sol de pouca dura.

À terceira volta era chegada a vez de Ricardo Lopes se impor e saltar para o intermédio do pódio, mas as emoções não se ficaram por aí. Passadas mais duas voltas, à quinta passagem pela linha meta, a ordem era já outra, desta feita com André Gonçalves a reclamar para si a segunda posição.

Era a tentativa do segundo classificado do Campeonato adiar para a derradeira jornada a decisão do título. Isto apesar de tal ser só possível caso Leite não vencesse. Mas como a corrida só termina com a bandeira de xadrez, Gonçalves mantinha ainda alguma esperança viva. Contudo, à nona volta era chegada a vez de Ricardo Lopes se meter na luta. Segundo classificado ontem, Lopes não esteve com meias medidas e repetiu o feito neste domingo.

Enquanto isso, bem perto do final Gonçalves via-se ainda relegado para quarto, uma posição que acabou por conseguir melhorar sobre a linha de meta para ser o terceiro a ver a bandeira de xadrez.

Já no que toca às Superstock 600 também foram muitas as emoções. Pedro Fragoso, líder do Campeonato desde a segunda jornada, tinha chegado ao Estoril com possibilidades de garantir já o título, isto apesar do segundo posto atrás de Marco Diaz no sábado.

Contudo, tal não estava escrito. Diaz, que começou a corrida no meio da luta pelo pódio absoluto levado a cabo pelas mais potentes SBK, não se deixou levar por distrações e concentrou-se totalmente no trabalho que tinha pela frente. Primeiro entre as Superstock desde o início, Diaz tratou de controlar a prova até final para garantir a quarta vitória do ano, a terceira consecutiva.

Atrás dele, Fragoso repetia o segundo posto de ontem, acabando por ver-lhe fugir por um só ponto o primeiro “match point” de um ano em que se tem apresentado muito regular: tratou-se 10 pódio do ano num conjunto de quatro vitórias e seis segundos lugares.

Alheado de tudo isto, Gonçalo Ribeiro juntou ao quarto lugar de ontem o mais baixo do pódio neste domingo.

Artigo anteriorTítulo mundial sidecar no Estoril
Próximo artigoRodrigo Valente vence e adia título SS 300