2018 foi ano recorde, 2019 com novidades

401

Com o ano de 2018 a cumprir os seus derradeiros dias é já com o pensamento na época 2019 que vivem a maioria dos protagonistas dos campeonatos nacionais, incluindo a Federação de Motociclismo de Portugal que viu recentemente a época 2019 ser aprovada em Assembleia Geral realizada na sua sede.

Mantendo a tendência de subida no número de praticantes e provas dos últimos cinco anos, o ano de 2018 ficou marcado pela realização de 147 provas de âmbito nacional no Continente e Regiões Autónomas, mais 4 que em 2017, ano onde já se tinha verificado um acréscimo de 23 provas face ao ano anterior (2016). Quanto a pilotos, foram emitidas 1.287 licenças, mais 111 que no ano anterior num universo de 1510 licenças entre pilotos, oficiais e fiscais de prova, o que torna o ano que agora finda aquele em que mais provas se realizaram e mais pilotos se federaram na história do motociclismo português.

Face a um registo mais uma vez animador, o ano de 2019 promete ser de continuidade, inclusivé com a chegada de mais campeonatos internacionais ao nosso país, nomeadamente o Campeonato do Mundo de Supermoto que vai regressar a Portugal, mais propriamente a Montalegre, o mesmo se passando com os International Six Days Enduro que irão levar muitas centenas de pilotos ao Algarve para aquela que será a terceira edição da prova em solo lusitano. Todas estas provas serão acompanhadas por outras ronda de mundiais com passagem igualmente por Portugal: Mundial MXGP em Águeda; Mundial Superbike no Autódromo Internacional do Algarve; Mundial Enduro (Valpaços); Mundial FIM Junior Moto3 (Estoril) e Mundial de Trial em Gouveia. Nota ainda para as provas com selo de campeonato Europeu: Moto2 no Estoril, Europeu de Baja em Idanha-a-Nova e Pinhal, Europeu Motocross em Águeda e Fernão Joanes e Europeu de Enduro em Góis num total de 13 competições elegíveis para campeonatos do mundo ou europeus em mais um ano onde as organizações portuguesas marcam presença notadas nos calendários da Federação Internacional de Motociclismo.

Internamente o ano de 2019 será marcado pela chegada do campeonato nacional Resistência SSV, dilatando o número de campeonatos para os 11, esperando-se ainda pela adesão ao Enduro Sprint que pode ainda ser outra das novidades no ano que se avizinha. Competições que irão abrir ainda mais o leque de potenciais interessados e praticantes, sendo que a nível global será igualmente feita uma clara aposta nos campeonatos regionais, nas escolas e formação de diversas disciplinas. Um ano de 2019 que promete mais uma vez ser bastante animado e com muito motociclismo ao longo dos seus 12 meses, tanto a nível de campeonatos internacionais como nacionais e regionais, no continente e também nas regiões autónomas, que registam igualmente uma tendência notada de crescimento.