Catedral de Valongo fechou TNHE 2021

A Serra de Valongo recebeu mais de uma centena de pilotos no fecho do primeiro ano de TNHE.

814

Com os vencedores ainda por decidir a ronda de encerramento do Troféu Nacional de Hard Enduro realizada este Domingo contou com mais de uma centena de participantes.

Adiada a sua data original para este início de 2022 a prova mostrou a vitalidade da disciplina por paragens do norte de Portugal e depois de um prólogo realizado durante a manhã a tarde de todas as decisões forçou pilotos e máquinas a ultrapassar um percurso com 25 quilómetros de extensão, todo ele desenhado no fantásticos ‘recortes’ da Serra de Valongo e que foi percorrido de forma consecutiva durante três horas.

Com a presença do mundialista Mario Roman no pelotão o muito público que acompanhou a prova teve igualmente a oportunidade de compreender ao vivo a fantástica técnica do piloto espanhol, ele que esteve em Valongo como forma de treino e preparação para a nova época mas sem deixar de lado a luta pela vitória.

Na categoria PRO, quem venceu o prólogo foi o regressado de lesão, Ni Esteves. Já na derradeira prova do dia e puxando dos seus galões, o espanhol Roman venceu destacado. No cômputo final desta estreia do TNHE, o vencedor após 4 jornadas foi Tiago Oliveira. Diogo Vieira foi segundo e Ni Esteves o terceiro.

Na categoria Expert a vitória sorriu pela terceira vez esta temporada a Emanuel Costa. O segundo em Valongo foi Tiago Sousa, tendo Bruno Freitas subido ao lugar mais baixo do pódio. Emanuel Costa termina 2021 com a vitória na classe, tendo Bruno Freitas arrecado o segundo lugar e Tiago Sousa o terceiro lugar respetivamente.

Álvaro Mouta venceu a categoria 2T em Valongo, tendo o jovem Marco Ferreira sido segundo e Jorge Araujo terceiro. O azarado nesta jornada foi Luis Gonçalves, que apesar de terminar bastante atrasado em Valongo, garantiu a vitória no troféu – total de 3 vitorias em 4 jornadas disputadas. Jorge Araujo foi o mais regular e garantiu o segundo lugar na frente de Álvaro Mouta.

Nas 4T a adesão foi baixa ao longo do ano e apenas contamos com duas pontuações (Gondomar e Lousã). Nuno Pereira venceu em Valongo e garantiu o segundo lugar no TNHE. Já Filipe Silva foi segundo nesta derradeira jornada, no entanto vence a estreia do troféu. Filipe Neves não correu nesta quarta jornada, no entanto garante o terceiro lugar final.

Nos Veteranos quem “ditou a lei” foi José Ferreira. Com a vitória em Valongo, termina a temporada invicto e garante o respetivo título. Bruno Costa foi segundo em Valongo e José Armindo garante o primeiro pódio da temporada. Com este resultado, o piloto garante o segundo lugar e Hugo Rodrigues o terceiro.

Na categoria Hobby o jovem Diego Rodrigues voltou a vencer, tendo os espanhóis Anxo Ares e Alejandro Medina, arrecadado em Valongo o segundo e terceiro lugar respetivamente.

A temporada terminou assim com quatro jornadas nesta sua estreia, no entanto a competição neste novo ano contará com 6 jornadas e terá já o primeiro confronto já no final deste mesmo mês de Fevereiro.

Artigo anteriorAventura de regresso à normalidade
Próximo artigoNacional TT ‘liga’ motores em Beja