Idanha relançou nacional TT

A Baja TT Idanha-a-Nova relançou todas as classes no Nacional 2019.

206

A Baja TT Idanha-a-Nova foi emocionante e disputada até ao último metro nas pistas da Beira Baixa. Com organização da Escuderia de Castelo Branco, a penúltima prova do Campeonato Nacional de Todo-Terreno ficou marcada por um primeiro dia chuvoso que deu maior capacidade de tracção no terreno para dois dias de competição de elevado nível.

De regresso às corridas em terrenos nacionais, o Campeão em 2018, e finalista do Dakar 2019, António Maio, foi o grande vencedor da competição dedicada às motos. O piloto aproveitou o traçado desenhado pela estrutura albicastrense para preparar da melhor forma nova participação na maior prova de todo-terreno do Mundo, o Dakar 2020. ‘Capitão Maio’, como é carinhosamente conhecido no mundo do TT pelas suas funções na Guarda Nacional Republicana, estava extremamente satisfeito com o resultado alcançado. ‘Foi uma prova muito divertida e que me correu muito bem. As pistas estavam com muita tracção e acabei por fazer boas especiais. Foi um excelente treino para mim e para a moto. O objectivo de fazer evoluir a moto na preparação do Dakar 2020 foi conseguido. Resta-me agradecer aos meus patrocinadores e à Escuderia pela fantástica prova que nos proporcionou.’

Por outro lado, a competição dedicada às motos deixou também em aberto a conquista do título de campeão nacional. Com o segundo lugar alcançado à geral, Daniel Jordão conseguiu ultrapassar Salvador Vargas na luta pelo título e na chegada ao parque fechado estava satisfeito por ter conseguido relançar a luta pelo topo do campeonato. ‘Tivemos dois percalços, mas à parte disso correu tudo bem. A organização está de parabéns pela excelente marcação do traçado. O dia de ontem foi um pouco mais difícil derivado às condições meteorológicas, mas conseguimos levar a moto até ao final, assim como hoje. O nosso principal adversário em termos absolutos teve um resultado menos bom e com isso relançamos as contas do título para a última prova do campeonato. Saio desta prova muito feliz e motivado para Portalegre.’ explicou. Martim Ventura completou o pódio da competição motos.

Nos Moto4, Roberto Borrego levou de vencida a Baja TT Idanha-a-Nova e alcançou a sua quarta vitória da temporada no Campeonato Nacional de Todo-Terreno. Com este resultado, o piloto da Yamaha YFZ 450R deixa as contas do campeonato em aberto para a derradeira prova da temporada, a Baja de Portalegre, uma vez que fica a 25 pontos do actual líder, e segundo classificado da Baja da Idanha, Luís Engeitado. ‘Adorei a corrida. Correu tudo muito bem, o traçado estava perfeito e as pistas foram muito bem escolhidas. Chego ao fim sem estar exausto e era capaz de começar mais um sector selectivo se fosse necessário.’ explicou Borrego. Luís Pimenta completou o pódio em Moto4.

Já nos SSV, com cerca de 80 viaturas inscritas, a emoção foi o ponto dominante da prova. Luís Cidade, que já havia terminado o primeiro dia na frente da classificação, iniciou o derradeiro dia de competição a gerir a vantagem confortável que trazia do primeiro dia. Num Sector Selectivo com 84,36km, o piloto do CAN AM Maverick XRS acabaria por levar de vencida a prova disputada na Beira Baixa, com 1m40s de vantagem sobre Pedro Carvalho. ‘A Baja foi óptima. Sempre bem marcada! Conseguimos ser rápidos no primeiro dia e hoje gerimos um pouco mais o andamento. Não tivemos nenhum problema e conseguimos a nossa primeira vitória. Vamos para Portalegre para fazer o nosso melhor, esperando que o melhor seja ganhar.’ disse Luís Cidade. O pódio ficou completo pelo líder do campeonato, Pedro Santinho Mendes.

Classificação Geral (MOTOS):
1.º António Maio (Yamaha WR 450 Rally) – 3h25m44.0s
2.º Daniel Jordão (Yamaha WR 450) – a 4m31.0s
3.º Martim Ventura (Yamaha WR 250F) – a 7m41.0s

Classificação Final (QUADS):
1.º Roberto Borrego (Yamaha 450R) – 3h24m21.0s
2.º Luís Engeitado (Yamaha YFZ 450) – a 5m43.0s
3.º Luís Pimenta (Suzuki LTR 450) – a 15m05.0s

Classificação Final (SSV):
1.º Luís Cidade (Can Am) – 3h33m32.0s
2.º Pedro Carvalho (Can Am) – a 1m40.0s
3.º Pedro Santinho Mendes (Can Am) – a 1m48.0s