Test Day TT foi um êxito

131

As máquinas e pilotos do campeonato nacional TT regressaram ao seu habitat natural depois de três meses de confinamento originado pela pandemia do Covid-19. Antecedendo as competições, que irão regressar a partir de Setembro, três dezenas de SSV e uma dezena de motos marcaram presença no Test Day TT que teve lugar Herdade da Ameixoeira, concelho da Azambuja, a poucos quilómetros de Lisboa.

O evento, enquadrado pela FMP, foi organizado pela equipa do CPKA que, com a colaboração da Secção de Motorismo da Sociedade Artística Reguenguense e da A2 Comunicação, preparou um excelente programa de acção tendo por base um magnífico troço com 10 quilómetros de extensão, que foi percorrido por seis vezes.

O evento contou ainda com um extraordinário apoio do Município de Azambuja, que em muito contribui para as excelentes condições do Paddock, da Associação Humanitária dos Bombeiros Voluntários de Alcoentre e de dois clubes locais: o Clube TT Msl e o Resgate TT.

Foram cumpridas todas as regras exigidas pela DGS para a realização de um evento desta natureza: a todas as pessoas foi medida a temperatura antes de entrarem para a área do evento que estava vedado ao publico, o uso da máscara foi obrigatório, assim como o distanciamento social. O evento dispunha ainda de uma sala de isolamento, para o caso de ser necessário o confinamento imediato de algum elemento que aparentasse estar infectado com o Covid-19, um posto médico com 2 médicos e um sistema de segurança com comunicações via rádio.

Desportivamente falando o evento não teve carácter competitivo, mas tratando-se de um treino com todas as condições para os pilotos aferirem o andamento das suas máquinas e as suas próprias performances, permitiu um salutar empenho de todos e uma enorme adrenalina.

Com uma boa parte dos principais pilotos dos SSV presentes a disputa pelos melhores tempos foi muito animada com as marcas a baixarem sucessivamente a ponto de no final 13 pilotos terem ficado abaixo dos 9 minutos, o que de início parecia estar apenas ao alcance de 3 ou 4.

João Dias (Benimoto Racing) com 8m32s, Luís Cidade (Can-am Off Road Portugal) com 8m40s e Pedro Carvalho (Vitória FC by SGS Car) com 8m42s todos em Can-Am Maverick foram os mais rápidos. Nas motos, onde se registou a presença de duas senhoras, o melhor tempo foi alcançado pelo consagrado Salvador Vargas que aos comandos de uma Husqvarna realizou 9m12s.