CNMX – Jogos Santa Casa: Diogo Graça confirmou MX2 no Alqueidão

A chuva marcou a prova de encerramento do Nacional MX 2019.

337

Sem surpresa a prova de encerramento do campeonato nacional MX 2019 consagrou Diogo Graça como vencedor do campeonato nacional MX2 2019. O cair do pano sobre o campeonato aconteceu ontem no traçado do Alqueidão – que recebeu o campeonato da FMP pela 16ª vez – com o encerramento da época a ser marcado pela chuva e lama que tornaram a pista junto a Torres Novas mais exigente do ponto de vista fisico e técnico.

Depois da prova anterior em Carrazeda de Ansiães ter encerrado as ‘contas’ quando aos nomes dos campeões nacionais nos Iniciados, MX1 e Elite, ficando as ‘coroas de louros’ no pescoço de Fábio Costa e Sandro Peixe, no Alqueidão Fábio Costa voltou a somar por vitórias as duas corridas realizadas na enlameada pista, fechando o ano com vitórias em 11 das 12 mangas realizadas e um total de 250 pontos depois de terem sido descontados os dois piores resultados ao abrigo do regulamento.

No pelotão MX1, e sem a presença de Paulo Alberto, o vencedor das quatro rondas anteriores, foi Sandro Peixe quem aproveitou para fechar o ano com duas vitórias, ele que não ganhava uma manga desde Março quando somou os pontos máximos no Crossódromo do Granho. O piloto ribatejano venceu igualmente na Elite – a segunda vitória do ano depois de ser igualmente o melhor na primeira prova do campeonato. Globalmente fechou o ano com 338 pontos em MX11, mais 77 que o segundo classificado, Daniel Pinto. Jonathan Rodriguez foi o terceiro.

Mas o duelo mais esperado colocou frente a frente os dois primeiros na classe MX2, Diogo Graça e Luis Outeiro. Graça chegou a esta última prova na frente do campeonato e com vantagem que permitia mesmo gerir o seu esforço de acordo com as necessidades. Luis Outeiro estava a jogar em casa mas só isso era pouco para as aspirações do jovem piloto que depois de ter sido batido por Diogo Graça na primeira manga – cruzaram a linha de meta separados por pouco mais de um segundos – vingou-se com a vitória na derradeira corrida do ano depois de ultrapassar Graça na segunda volta para terminar a corrida com mais de 13 segundos de vantagem. Renato Silva foi o terceiro em ambas as corridas fechando o campeonato nessa mesma posição. Diogo Graça levou novamente para Cabeceiras de Basto o título MX2, o terceiro na sua carreira depois de o ter conseguido também em 2016 e 2017. Luis Outeiro ficou com a vitória nos Júniores e Rúben Ferreira nas dois-tempos.

Globalmente 41 pilotos pontuaram no campeonato MX1, dos 45 que participaram no mesmo, 49 pilotos pontuaram em MX2 – alinharam 56 no campeonato – e 22 pontuaram nos Iniciados entre os 23 que estiveram nas grelhas de partida da categoria.