Dakar 2022 começou em Jeddah

Joaquim Rodrigues foi o melhor dos pilotos lusos no arranque do Dakar 2022.

148

Com mais de quatro centenas de máquinas em prova iniciou-se hoje em Jeddah na Arábia Saudita a edição numero 44 do Dakar. Com boa representação portuguesa ao nível das duas rodas e também nos SSV a caravana enfrentou um dia longo – 614 quilómetros – dos quais apenas 19 foram cronometrados.

Uma espécie de prólogo que definiu o alinhamento e ordem de partida para a primeira especial ‘a sério’ que se realizará este Domingo com partida e chegada em Hail, onde hoje chegou a caravana que depois de iniciar dia junto ao Mar Vermelho ‘virou’ depois para o interior encontrando as primeiras pistas de areia deste Dakar e também as primeiras dunas.

O australiano Daniel Sanders foi o vencedor da Etapa 1A – esse o nome oficial da mesma – na frente de Pablo Quintanilla e Ross Branch, com Joaquim Rodrigues a ser o melhor dos pilotos lusos ao fechar o dia na 11ª posição. Rui Gonçalves foi o 22º, António Maio o 30º, Mário Patrão o 56º, Alexandre Azinhais o 86º, Arcélio Couto o 97º, Paulo Oliveira o 102º e Pedro Bianchi Prata o 113º da classificação geral.

No pelotão dos SSV Mário Franco e Rui Franco fecharam o dia na posição 12 no pelotão dos ‘Lightweight’ enquanto que Luis Portela de Morais e David Megre foram os oitavos na classe denominada SSV, classe onde Rui Oliveira e Fausto Mota fecharam a jornada na 35ª posição.

Amanhã o pelotão realizada a segunda parte da primeira etapa, com início e chegada em Hail e onde terão que realizar uma especial com 333 quilómetros. Será o primeiro dia ‘a sério’ do Dakar 2022.

Joaquim Rodrigues

‘A especial de hoje não era tão fácil como seria de esperar. Comecei forte mas acabei por sentir algum ‘arm pump’ que me impediu de manter o ritmo. De qualquer das formas andei seguro com o objectivo de levar a moto até ao final e estou contente com a posição. Este foi apenas o prólogo, temos ainda muito pela frente.’

Rui Gonçalves

Hoje o prólogo foi composto maioritariamente por areia, tendo sido bastante rápido e com umas pequenas dunas ao longo dos 19 quilómetros de extensão do mesmo. Senti-me bem durante toda a etapa e penso que estou num bom lugar de saída para amanhã que será quando começa verdadeiramente a primeira etapa deste Rally. O importante é continuar focado e concentrado pois ainda temos muitos dias pela frente.’

 

FOTO: A.S.O F.Gooden (DPPI)