Primeiro pódio de Rui Gonçalves

Rui Gonçalves conseguiu no dia da mais longa especial do Dakar 2022 o seu primeiro pódio na prova.

699

Depois da fantástica vitória conseguida por Joaquim Rodrigues a quarta etapa do Dakar 2022 voltou a ter um piloto português em destaque depois de Rui Gonçalves conseguir o seu primeiro pódio ao fechar a especial mais longa da prova, com quase 450 quilómetros, na terceira posição.

No dia em que a prova chegou á capital Saudita, Riyadh, a areia voltou a ser prato forte, mas acima de tudo a forma física dos pilotos e nesse capítulo Rui Gonçalves sempre foi reconhecido como um dos mais fortes desde os tempos em que era piloto da linha da frente do mundial de motocross, onde esteve durante mais de década e meia.

Com o fantástico terceiro posto o piloto de Vidago consegue no seu segundo ano de Dakar o seu melhor resultado e sobe ao 38º posto da geral onde o melhor dos lusos continua a ser Joaquim Rodrigues – que hoje pagou a factura de ser o primeiro em pista e desceu ao 19º posto. António Maio é o 26º, Mário Patrão subiu alguns lugares para ser o 68º da geral e 11º no pelotão dos Original by Motul, pilotos que competem sem qualquer assistência, Alexandre Azinhais é agora o 73º, Arcélio Couto o 82º, Bianchi Prata o 105º e Paulo Oliveira o 107º

A 5ª etapa do Rally Dakar 2022 irá ter partida e chegada na capital da Arábia Saudita (Riyadh) num total de 563 km (348 km ao cronómetro), com o cenário a mudar de forma abrupta num dia que será marcado por pisos mais rápidos e compactos e uma fase final com 80 quilómetros de dunas que irão decidir certamente o resultado final.

Rui Gonçalves

‘Hoje tivemos pela frente a etapa mais longa deste rally com 464 quilómetros efectuados ao cronómetro. Foi uma etapa bastante rápida onde consegui imprimir um bom ritmo desde o início e mantê-lo ao longo do dia. O facto de ter andado com pilotos rápidos e com muita experiência no Dakar permitiu-me aprender e evoluir. O ‘feeling’ com a minha Sherco foi bastante positivo e, fisicamente, senti-me muito bem o que me permitiu conquistar o meu primeiro pódio nesta modalidade, com um 3º lugar no final desta quarta etapa.
A equipa tem trabalhado de forma incessante para me dar as melhores condições a cada dia e, hoje, o resultado é dedicado a eles e a todos os que me continuam a dar-me força neste Rally. O objectivo, tal como tem sido a cada dia, é continuar concentrado etapa após etapa, até ao final do Dakar. Sempre juntos.’

Classificação após Etapa 4

19º Joaquim Rodrigues Jr. (Hero) a  – 58m06s

26º António Maio (Yamaha) a 1h22m21s

38º Rui Gonçalves (Sherco) a 2h07m22s

68º Mário Patrão (KTM) a 5h07m42s

73º Alexandre Azinhais (KTM) a 5h42m39s

82º Arcélio Couto (Honda) a 6h34m52s

105º Bianchi Prata (Honda) a 8h36m50s

107º Paulo Oliveira (Honda) a 9h01m51s

Artigo anteriorYZ bLU cRU FIM Europe Cup com inscrições abertas
Próximo artigoAntónio Maio foi o melhor na ‘primeira volta’ a Riyadh